Home / China / Roteiro de 1 dia em Macau: bate e volta de Hong Kong

Roteiro de 1 dia em Macau: bate e volta de Hong Kong

Já estivemos em Hong Kong duas vezes e, na primeira delas, planejamos um roteiro de 1 dia em Macau, que fica a uma hora de lá, sendo, portanto, perfeito para um bate e volta. Achei o tempo suficiente pra conhecer a região.

Macau pertenceu a Portugal por mais de 400 anos e só no final de 1999 foi devolvido para a China, tornando-se uma de suas regiões administrativas especiais, assim como Hong Kong.

O interessante disso é que a gente se sente um pouquinho em casa quando chega lá, já que encontramos muitas coisas familiares, desde o nome das ruas escritos em português até comidas como bolinho de bacalhau e o pastel de natas.

o que comer em macau

Mas não espere que a população local fale português. Eles falam cantonês e, reza a lenda, somente os – bem – mais idosos ainda sabem alguma coisa do nosso idioma. Já portugueses nativos são raros por lá, apesar da ilha ser uma ex-colônia.

É um lugar bem curioso, uma mistura de China com Las Vegas e um toque português! 😉

bate volta macau

Como ir de Hong Kong a Macau?

Se locomover entre Hong Kong e Macau é bem fácil e rápido. Basicamente, você pega um barco bem confortável (ferrie) que faz uma viagem de aproximadamente 1 hora de duração. Por isso que é bem viável fazer um roteiro de 1 dia em Macau: você vai e volta muito fácil de Hong Kong.

barco para macau

Não é necessário comprar a passagem com antecedência, pois há saídas a cada 15 ou 30 minutos durante 24 horas. Além disso, os barcos são grandes e levam bastante gente de uma só vez. Nós chegamos na hora, compramos e logo embarcamos, sem qualquer estresse. Você pode comprar tanto em guichês quanto em máquinas automáticas.

Existem 2 empresas que fazem o trajeto, a TurboJet que faz a ligação entre Hong Kong e a ilha principal de Macau, e a Cotai Jet Ferry, que faz ligação com a ilha de Taipa, que é uma outra ilha de Macau e onde ficam quase todos os grandes cassinos.

como ir para macau

Apesar de ambos os lugares “pertencerem” a China, elas são regiões autônomas, portanto, para sair de Hong Kong e entrar em Macau (e vice-versa) é preciso passar pela imigração e apresentar o passaporte. Tanto brasileiros quando portugueses não precisam de visto, embora para a “China mesmo” (a continental), sim.

imigração em macau

Quem for pegar o barco na ilha de Hong Kong deverá se dirigir ao Shun Tak Centre (estação Sheung Wan do metrô). Já para quem estiver em Kowloon, o barco sai do terminal marítimo China Ferry (estação Tsim Sha Tsui do metrô). Bem fácil!

Roteiro de 1 dia em Macau

Depois de desembarcar e passar pela imigração, vá direto ao balcão de informações (escrito em português, 🙂 ) e pegue um mapinha gratuito que eles têm com as sugestões de itinerários a pé pela cidade. É super útil!

Você pode começar o seu roteiro de 1 dia em Macau de duas formas. Se você quiser começar pela Cotai Street, área dos cassinos, saiba que ali do terminal de barcos saem ônibus gratuitos que levam até os principais hotéis-cassinos – e não precisa ser hóspede não. Basta seguir as placas e pegar o que mais te interessar.

Já quem vai começar pelo centro, que foi o nosso caso, também existem alguns ônibus grátis, mas optamos por pegar um táxi direto para a atração principal de Macau, as Ruínas de São Paulo.

Centro histórico de Macau

Depois de muito fotografar as ruínas de São Paulo e as pastelarias do entorno, seguimos para a Fortaleza do Monte, que fica bem ali ao lado. Apesar do nome e de alguns canhões, hoje é apenas uma área de lazer. É lá também que fica o Museu de Macau, para quem quiser conhecer um pouco mais da história local.

atrações de macau

o que fazer em macau

o que visitar em macau

O centro histórico de Macau é considerado Patrimônio Mundial da Unesco e possui ao todo 25 lugares para serem visitados (a lista completa você encontra aqui), mas claro que não precisa visitar tudo!

O principal é você percorrer o caminho que vai das ruínas de São Paulo até o Largo do Senado. Aqueles que conhecem Lisboa irão ter a sensação de “eu já vi isto!“.  Você vai passar por lindos casarões, igrejas, teatros, largos e caminhar por calçadões feitos com as famosas pedras portuguesas.

roteiro macau

roteiro de 1 dia em macau

É quase impossível não perceber, mas mesmo assim vou chamar a sua atenção aqui: repare nas placas! Elas são escritas em português e têm nomes muito familiares. Chega a ser estranho e por um momento você quase esquece que está na Ásia, a milhares de quilômetros de casa. Veja alguns exemplos abaixo:

dicas macau

roteiro macau

Terminamos esta parte da cidade no Largo do Senado e dali pegamos um táxi para a Macau Tower, que fica antes de atravessar a ponte que liga a Taipa, a ilha mais moderna de Macau.

torre de macau

Cotai Street

A intenção, claro, era subir a torre, mas o tempo virou bem e ficou um dia bem feio. Além disso, a fila era enorme e os ingressos bem caros, então, acabamos desistindo, já que o visual estaria bem comprometido.

Decidimos ir direto para a Cotai Street, a região que concentra os grandes hotéis e cassinos de Macau, conhecida como a Las Vegas asiática. Ali da torre você pode ir de táxi ou esperar por uma das vans gratuitas que levam até eles.

Uma vez chegando, basta bater perna e escolher quais cassinos visitar. Para quem já visitou a verdadeira Las Vegas, como foi o nosso caso, não irá se impressionar tanto, mas ainda assim é legal e curioso. Entre os mais famosos estão o Venetian, Hard Rock, Galaxy e o Sands.

Dali pegamos mais um táxi para o terminal de ferries e voltamos para Hong Kong.

Para quem gosta de curtir a noite e quer aproveitar a vibe dos cassinos, vale a pena passar ao menos uma noite lá, mas como esse não é muito o nosso estilo, optamos por pernoitar apenas em HK.

Viu como é tranquilo fazer um roteiro de 1 dia em Macau partindo de Hong Kong?! Se estiver de viagem marcada para lá, não pense duas vezes: vá!

Boa viagem!

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                        

Leia também:

Sobre Ana Catarina Portugal

Ana Catarina Portugal é a criadora e editora-chefe do blog Turista Profissional, relatando as dicas e experiências que teve nos mais de 40 países por onde já passou. Também escreve sobre viagens para revistas especializadas, é professora de artes, filósofa formada e mestre em História da Arte.

Leia também

Roteiro de 1 dia em Galway

Roteiro de 1 dia em Galway, Irlanda (com mapa)

Uma das maiores cidade da Irlanda, Galway fica no extremo oeste da ilha e em …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *