Home / Dicas de Viagem / Curiosidades / Hygge, o segredo dinamarquês da felicidade

Hygge, o segredo dinamarquês da felicidade

Assim como no português temos a palavra “saudade”, intraduzível e, por conta disso, meio que um xodó da nossa língua, os dinamarqueses têm o Hygge.

A forma correta de se pronunciar seria algo como “huga” e, muito mais do que uma palavra, trata-se de uma filosofia de vida.

No país considerado um dos mais felizes do mundo e com melhor qualidade de vida, o modo de encarar os acontecimentos e adversidades do cotidiano são enraizados com o conceito Hygge, que, se fosse traduzido, seria algo como “aconchego”.

Garanto que você vai amar a ideia e o modo de pensar deles, assim como nós ficamos encantados.

Origem do termo Hygge

A Dinamarca é um país muito frio e sua localização faz com que, durante o inverno, o período de sol seja muito curto, fazendo com que as pessoas passem muito tempo dentro de casa pra se proteger do frio e da escuridão.

Ao invés de encararem isso como algo negativo – afinal, essa adversidade acontece todos os anos por longos períodos – os dinamarqueses procuraram fazer desta situação a mais agradável possível.

Hygge é sentar em frente a lareira e tomar um chá quente; é ler um livro embaixo das cobertas; é se reunir com os amigos pra conversar; é ter um tempo pra si mesmo, se presentear. Hygge é valorizar as coisas simples e descomplicar a vida.

Hygge, o segredo dinamarquês da felicidade

O conceito de Hygge

Teóricos do assunto afirmam que a cordialidade é a base deste estilo de vida, que envolve uma mudança de pensamento e modo de encarar as situações.

Uma jornalista inglesa criou um blog onde ela fala sobre o conceito de Hygge e dá dicas de como podemos aplicá-lo no cotidiano. Lembre-se que a Inglaterra é um país onde a maior parte do tempo está nublado e chuvoso também, assim como a Dinamarca. O blog dela é o https://hellohygge.com.

Há vários livros também que abordam o Hygge, como, por exemplo, “Crianças Dinamarquesas” e “O Segredo da Dinamarca”. Dar uma lida em algum deles com certeza vai te ajudar a absorver melhor o conceito dinamarquês, que pode ser aplicado em qualquer lugar.

Inclusive, é essa a ideia principal: trazer para todos os momentos do cotidiano essa felicidade, esse conforto, e encarar a vida de forma mais leve e simples, por mais que o seu dia-a-dia possa ser duro. O poder de praticar o Hygge está dentro de cada um.

Isso seria muito bom na nossa vida por aqui, não?

Hygge, o segredo dinamarquês da felicidade

Hygge o dia-a-dia

Hygge é para ser sentido, é o toque, o paladar, a audição… é aquietar a mente em meio à correria e prestar atenção nas pequenas coisas.

Imagine aquela cena de “dia nublado e chuvoso” e você dentro de casa vestindo moletom e lendo um livro embaixo das cobertas. Ou você tomando um banho quentinho, fazendo uma massagem em si mesmo com algum sabonete bacana, cuidando de si e prestando atenção nos detalhes. Chamar os amigos para se reunir em casa em um dia frio, jogando conversa fora e comendo uma comida aconchegante.

Você pode mexer na decoração da casa e disposição dos objetos e móveis para ajudar a se adaptar ao conceito. Lembre-se que o nosso lar precisa ser aconchegante e confortável para que o tempo que passamos nele seja encarado de forma agradável. Casas menores permitem aproveitar mais o Hygge, pois é menos coisa pra arrumar, menos vazia e geralmente menos fria no inverno, ou seja, mais aconchegante.

Hygge, o segredo dinamarquês da felicidade

Agora, levando o Hygge para situações do cotidiano fora de casa, também é possível encarar as atribulações de forma positiva, encarar as coisas com uma atmosfera menos defensiva e mais receptiva.

É fazer de todos os momentos, momentos agradáveis, afinal, é deles que a gente se lembra na nossa vida. Pise um pouco no freio e não seja refém da ânsia do mundo moderno, nem que seja por um breve momento no seu dia. Eles não se repetem, são sempre únicos.

O mundo moderno exige muito de nós emocionalmente e psicologicamente, então, a ideia de praticar o Hygge deve ser exportado, pois, segundo especialistas, este conceito seria o grande segredo dinamarquês da felicidade, já que eles são considerados o povo mais feliz do mundo.

Experimente!

E, se quiser conferir esse estilo de vida ao vivo, não deixe de passear todas as nossas dicas da Dinamarca na hora de planejar a sua viagem até lá.

É uma viagem que vale muito a pena, você vai se apaixonar pela Dinamarca, assim como nós!

Boa viagem!

Imagens shutterstock

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Se você estiver de viagem marcada, não esqueça jamais de seu Seguro Viagem. Lembre-se que é obrigatório para a Europa. Mas, mesmo para os países que não são obrigatórios, como os EUA, nós recomendamos fortemente que você faça, já que o sistema de saúde lá é caríssimo. É aquilo: um seguro é algo que compramos pensando em NÃO usar, né? Mas, se precisar, ele vai te amparar. Nós já utilizamos algumas vezes (em extravio de bagagem e para consultas médicas) e podemos afirmar: é essencial! Faça uma cotação aqui e ache o mais barato e o melhor pra você. O link é de uma empresa parceira do blog. Nós recebemos uma porcentagem, mas você não paga nada a mais por isso. Aliás, você paga a menos: leitores do blog têm 5% de desconto! Basta inserir este código promocional na hora de fechar o pagamento: TURISTAPRO5.

Pesquisando hotel?! Então, dê uma olhada no Booking.com! Você não paga nada pela reserva, cancela e altera quando quiser e ainda consegue os melhores preços.

Booking.com

PLANEJE SUA VIAGEM CONOSCO:

                        

Leia também:

Sobre Turista Profissional

Este texto foi escrito por mais de um membro da equipe do Turista Profissional, ou pela nossa estagiária Luciana Console, com supervisão e edição final de Ana Catarina Portugal e Declev Reynier.

Leia também

dicas de Dublin

The Brazen Head, o pub mais antigo da Irlanda

Não tem como visitar Dublin e deixar de ir ao The Brazen Head, o pub …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *